O céu dos indígenas – Espaço do Conhecimento UFMG
 
acontece | Notícias | O céu dos indígenas

Contação de histórias revela como os povos guaranis enxergam as constelações

 

 

A cultura ocidental olha para o céu e pensa em planetas, estrelas e outros corpos celestes como frutos de milhares de anos de reações químicas e físicas. Os povos indígenas, por sua vez, têm outra perspectiva sobre o Universo, o que será mostrado ao público na contação de histórias Desvendando as constelações guaranis no próximo sábado, 1º de dezembro, às 14h, no Espaço do Conhecimento UFMG.

Profundos conhecedores da fauna e da flora, os povos guaranis dão muita importância ao céu e seus elementos. A Via Láctea é chamada de Caminho da Anta pela maioria de suas etnias, que enxergam muitas figuras formadas pelo conjunto de estrelas. A mais famosa é a Constelação da Ema, que mostra a ave tentando devorar dois ovos perto de seu bico.

A atividade tem classificação livre e é gratuita. Para participar, é preciso retirar uma senha na recepção.

A programação do Espaço ainda conta com outras diversas atrações para todas as idades. Oficinas, contação de histórias e percursos pelas exposições prometem agitar o mês de dezembro.

 

 

Desvendando as constelações guaranis
Quando: Sábado, 1º de dezembro, às 14h
Classificação: livre
Onde: Espaço do Conhecimento UFMG – Praça da Liberdade, 700, Funcionários, BH
Entrada: gratuita